sábado, 3 de maio de 2014

conto de nadas

[era uma vez três. uma maria de alice, a segunda maria de marta e a outra maria de si. um dia maria de alice comprou um barco e nunca mais se aportou. depois do fato, maria de marta, toma remédios para dormir todas as noites, após secar a pia da louça lavada, seca e guardada. por fim maria de si, porque ficou sem dinheiro, arranjou um emprego de boa remuneração e depois de alguns meses aceitou esta felicidade doce e auto-sustentável. 
após separadas todas elas, eu que fiquei sem ter o quê saí para fazer as unhas.]

e felizes vivemos todos...para sempre.